COLORAÇÃO DESBOTADA

Eu, eu mesmo e os vários beijos cafeinados merges layers of distortion with gauzy pop melodies. Coloração Desbotada, however, isn’t another ethereal band emulating My Bloody Valentine. Despite the shoegazing references, Coloração relates more to american groups such as Pixies, Built To Spill and Gumball, as well as canadian favorites Eric’s Trip. Another strong influence is Guided By Voices, noticeable in the short songs and lo-fi production (the EP was completelly recorded using just one poor old PC mic). Lê Almeida, the guy behind Coloração, has even organized a brazilian tribute to Pollard’s group.

…Beijos Cafeinados marks the birth of Almeida’s DIY label, Transfusão Noise Records. The original CD-R pressing generated a bunch of new bands around Rio de Janeiro’s suburbs — many of which have become Transfusão’s cast. The EP also represents the beginning of Pug Records, which, celebrating the record’s fifth anniversary, developed an expanded version in cassette with unreleased songs. Some of these bonus tracks are available in this digital version, put out simultaneously by a lot of download blogs worldwide.

__________________________________________________________________________________

PORTUGUESE

Eu, eu mesmo e os vários beijos cafeinados une camadas de distorção e ruído a melodias pop. Não se trata, porém, de mais uma banda etérea emulando o My Bloody Valentine. Apesar dos ecos shoegaze, a Coloração Desbotada está mais ligada a guitar bands como Pixies, Built to Spill, Gumball e Eric’s Trip, bem como ao Guided by Voices — evidente nas canções curtas e na produção lo-fi. Não à toa, Lê Almeida, o homem por trás do grupo carioca, é o organizador do tributo brasileiro à obra de Robert Pollard.

Beijos Cafeinados foi inteiramente gravado com apenas um microfone de computador. É o marco zero da Transfusão Noise Records, selo comandado por Lê. A tiragem original em CD-R, de 2005, fez a cabeça de muitos fãs dos anos 90 na Baixada Fluminense, alguns dos quais acabaram montando bandas que viriam a integrar o cast da Transfusão. Este EP também marca o início da Pug Records. Em comemoração aos 5 anos do disco, a Pug está lançando uma edição em cassete, acrescida de várias faixas inéditas. Parte desses bônus também está disponível nesta versão digital, lançada simultaneamente por blogs de download amigos.